Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

PORTUGALd'antigamente

- TRADIÇÕES - CURIOSIDADES - HISTÓRIA - LENDAS - PORTUGALdantigamente ....

PORTUGALd'antigamente

- TRADIÇÕES - CURIOSIDADES - HISTÓRIA - LENDAS - PORTUGALdantigamente ....

YOUTUBE

O Velho do saco

O velho do saco ou homem do saco é uma personagem popular utilizada por adultos para amedrontar crianças e forçar-lhes a obedecer a suas ordens e se comportar.

 

A lenda

 

Segundo a lenda, as crianças do saco que o velho carrega eram aquelas que estavam sem nenhum adulto por perto, em frente às suas casas ou brincando na rua.

O velho pegaria a criança caso ela saísse sem ninguém de dentro de casa.

Em versões alternativas da lenda, em vez de um velho, o elemento que levava as crianças era um cigano e, em versões remotas, esse velho ou o cigano levava as crianças para sua casa e fazia com elas sabonetes e botões.

 

Não há evidências exatas de quando se deu o início das lendas, mas há uma estimativa histórica de que teria sido com a chegada dos Sintos e dos Rom no Brasil.

A migração do povo Cigano para as Américas se deu no fim do Século XIX. Sem Pátria, num mundo onde tudo se transforma com uma velocidade cada vez maior, o povo cigano viveu durante muito tempo marginalizado da sociedade e desenvolveu-se uma aversão da população a esse povo, tachando-os de ladrões, sequestradores e vadios.

 

hombresaco[1].jpg

 

No início do surgimento da lenda do Velho do Saco, os pais amarravam uma fita vermelha na perna da cama da criança indesejada e o velho do saco passava a noite de casa em casa, se houvesse uma fita vermelha na perna da cama o velho do saco poderia levar embora a criança em questão.

Essa história era a versão original da lenda do velho do saco, os pais a usavam para assustar as crianças ou para forçarem as crianças a serem obedientes.

 

fonte:wikipédia

A Visita pascal

ORIGEM MEDIEVAL DO COMPASSO - VISITA PASCAL

 

A visita pascal representava um dos momentos mais esperados e festejados da celebração da Páscoa.

costume antigo, conservado ainda em algumas paróquias de Portugal, de o pároco ir, no domingo de Páscoa, visitar, uma por uma, todas as casas dos paroquianos, benzendo-as e dando o crucifixo a beijar.

A este costume juntaram-se várias práticas folclóricas, diferentes segundo as regiões.


Hoje em dia, com o crescimento populacional e redução do número de padres, muitos leigos representam os párocos nessa missão.

 

O Compasso Pascal é uma tradição cristã portuguesa que consiste na visita casa a casa de uma paróquia (daqueles que a queiram receber) do Crucifixo de Cristo no dia de Páscoa ou nas semanas seguintes para celebrar a sua Ressurreição.

 

17.JPG

 

Um pequeno grupo de paroquianos ou mordomos, com ou sem o seu pároco, liderados por um crucifixo que representa a presença de Jesus vivo, percorre várias casas de outros paroquianos que manifestem a sua vontade de receber a visita de Jesus Ressuscitado no dia de Páscoa.

Em cada uma das casas, após uma bênção inicial, os habitantes da casa visitada beijam a cruz de Cristo como demonstração de adoração.

A esta tradição associaram-se diferentes formas de receber essa visita.

Ela é vista como uma forma de confraternização dos membros da comunidade paroquial com a oferta de alimentos da quadra ou apenas uns minutos de repouso para o grupo itinerante.

É também comum ser aproveitada para oferta de donativos pecuniários à paróquia (para pagamento de eventuais direitos paroquiais).

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

(ajude o nosso blogue)

popads

Mensagens

Comentários recentes

  • Alan Souza

    I loved.Elegância em Teto de Vidro (http://www.se...

  • Vitoria Andrade

    Excelente conteúdo!Instruções de Normas Vidraceiro...

  • Vitoria Barros

    Muito lindo!Modelos de Quadro Magnético Influencer...

  • Anónimo

    O Zé do Telhado está enterrado em Angola, na Proví...

  • Miguel Monteiro

    Já não me ria tanto á muito tempo com uma publicaç...

Calendário

Março 2016

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

adicional

googleeaaf3da88958a5d9.html