Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PORTUGALd'antigamente

- TRADIÇÕES - CURIOSIDADES - HISTÓRIA - LENDAS - PORTUGALdantigamente ....

PORTUGALd'antigamente

- TRADIÇÕES - CURIOSIDADES - HISTÓRIA - LENDAS - PORTUGALdantigamente ....

Vinho dos Mortos

O Vinho dos Mortos

 

É uma velha tradição Portuguêsa que data do início do século XIX

 

 

 

cronica_vinhos_27-maio_texto_vinho-dos-mortos_dr.j

 

Quando da Invasão Napoleônica do país, Os vinhateiros enterraram garrafas de vinho no chão para evitar pilhagem pelos soldados.

Terminados os combates, os vinhos foram desenterrados e houve uma agradável surpresa.

A bebida das garrafas estava com sabor (“bouquet”) ainda melhor, um vinho com graduação de 10º/11º, palhete, apaladado que tinha, então, uma gaseificação natural em função da temperatura constante e da escuridão.

A tradição ganhou o nome “dos Mortos” em alusão às garrafas terem estado enterradas.

Outro nome desse vinho´’ “Morto de Boticas” por ser cultivado principalmente em Vila de Boticas.

 

 

 

Esta história leva-nos até ao ano de 1809, altura em que as tropas francesas, comandadas pelo general Soult, invadiram pela segunda vez Portugal.

Quando os franceses invadiram a região, o povo, com medo que estes lhes pilhassem as suas colheitas e os seus outros bens, escondeu o que conseguiu, usando das formas mais expeditas: o vinho foi enterrado no chão das adegas, no saibro, debaixo das pipas e dos lagares.

Mais tarde, depois dos franceses terem sido expulsos, os habitantes recuperaram as suas casas e os bens que restaram.

Ao desenterrarem o vinho, julgaram-no estragado.

Porém, descobriram com agrado que estava muito mais saboroso, pois tinha adquirido propriedades novas.

Era um vinho com uma graduação de 10º/11º, palhete, apaladado, e com algum gás natural, que lhe adveio da circunstância de se ter produzido uma fermentação no escuro e a temperatura constante.

Por ter sido “enterrado” ficou a designar-se por “Vinho dos Mortos” e passou a utilizar-se esta técnica, descoberta ocasionalmente, para melhor o conservar e optimizar a sua qualidade.

 

 

Assim, nasceu uma tradição de “enterrar” o vinho pelo menos durante um ano, que se foi transmitindo de geração em geração.

 

 

fontes: wikipedia & http://passadocurioso.blogspot.pt/

 

 

 

www.123pecas-auto.pt 3002 PopAds.net - The Best Popunder Adnetwork

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Mais sobre mim

foto do autor

contador visitas

(ajude o nosso blogue)

[ Tradutor ]

Traduzir para Chinês Traduzir para Espanhol Traduzir para Italiano Traduzir para Françês Traduzir para Inglês Traduzir para Alemão Traduzir para Japonês Traduzir para Russo

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Comentários recentes

Calendário

Junho 2016

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

popAds

adsense