Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

PORTUGALd'antigamente

- TRADIÇÕES - CURIOSIDADES - HISTÓRIA - LENDAS - PORTUGALdantigamente ....

PORTUGALd'antigamente

- TRADIÇÕES - CURIOSIDADES - HISTÓRIA - LENDAS - PORTUGALdantigamente ....

A "Dança dos Homens" Tradicional da Lousa

A "Dança dos Homens" (Dança das Genébres ou da Farrombana)

 

 

 

A dança é executada por dez homens,
 
 
 
seis vestidos com calça e camisa branca, gravata, banda de seda, de cor azul, à cinta, muitas fitas, também de seda, pendentes dos ombros e, a servir de coroa, na cabeça, grande capela ou capacete de forma cónica enfeitada com flores artifíciais   e fitas que lhes caem sobre as costas (complemento das que pendem dos ombros) encimada com um penacho de flores artifíciais de várias cores e de penas brancas;
 
 

Três, os mais novos, vestidos de mulher, saia e casaco branco, rede preta de malha miúda e flores na cabeça, trunfa de cabelo na nuca, e muitos colares e outros objectos de ouro pendentes do pescoço;

 

e, finalmente, o guardião, mestre ou ensaiador, vestido de soldado, com velha espada à cinta.

 

 

 

 

 

 

dança homens.jpg

 Dança dos homens

 

 

 

 

 

Dos seis primeiros, um toca a genébres cinco as bandurras, e os três que fazem de mulher, os pandeiros.

 

 

genebres.jpg

Genébras 

 

viola beiroa.jpg

viola beiroa ou bandurra 

 

 

pandeiro 1.jpg

 Pandeiro

 

 

 

À ordem do guardião, formam todos em linha de três, ficando ao centro os que vestem de mulher.

E a dança começa, ao som arranhado e chocalheiro da genébres, acompanhado pelas bandurras e pandeiros.

Ao som do quiau, carríquiau, carríquiau, quiau; carríquiau, carríquiau, quiau, quiau, e das bandurras com a sua afinação especial: vrrum, varravum, varravum; vrrum, varravum, varravum ..., dos pandeiros e do estrépido que todos os tocadores fazem com os pés, sempre a compasso, dão meia volta, outra meia, e volta completa, e deslocam-se, ora os homens, ora as mulheres, em compassos certos de dança e contradança.

 

Andam em roda, trocam os lugares, não deixando de se ouvir a genébres com o seu quiau, carríquiau, quiau, quiau; e, quando, os que vestem de mulher, estão em frente dos que tocam as bandurras, o da genébres, saltitando, sempre a compasso, simula o arrastar da asa do galo à galinha e vai roubar a dama de um dos companheiros.

 

Se alguma rapariga estranha à dança se aproxima, o da genébres, sem deixar de manter o compasso, vai aos saltos para ela, a imitar, mais uma vez, o arrastar da asa e tocando sempre: quiau, carríquiau, carríquiau, quiau, quiau ...

 

 

Ao som do último compasso, o guardião, que é o mestre-ensaiador, coloca-se em frente do grupo e desembaínha a espada.

 

 

É o fim da dança. Postos todos em seus primitivos lugares, suspendem o tanger dos instrumentos e fazem uma vénia.

 

O grupo toca e dança pela primeira vez em frente da Igreja e seguidamente nos lugares mais centrais e nas principais casas da povoação, onde lhes oferecem doces e vinho.

 

Na segunda-feira de festa almoça em casa do Tesoureiro, janta em casa do Juiz e ceia em casa da Escrivão.

 

 

 

 

 

 

 

fonte:site/lousanet/cultura/dancas-tradicionais

 

 

 

 

 

www.123pecas-auto.pt 3002 PopAds.net - The Best Popunder Adnetwork

Mais sobre mim

foto do autor

contador visitas

(ajude o nosso blogue)

[ Tradutor ]

Traduzir para Chinês Traduzir para Espanhol Traduzir para Italiano Traduzir para Françês Traduzir para Inglês Traduzir para Alemão Traduzir para Japonês Traduzir para Russo

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Comentários recentes

Calendário

Outubro 2016

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

popAds

adsense