Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

PORTUGALd'antigamente

- TRADIÇÕES - CURIOSIDADES - HISTÓRIA - LENDAS - PORTUGALdantigamente ....

PORTUGALd'antigamente

- TRADIÇÕES - CURIOSIDADES - HISTÓRIA - LENDAS - PORTUGALdantigamente ....

Sopa azeda - originária dos açores

Esta é uma sopa tradicional dos Açores

 

Mais especificamente da ilha Terceira, apesar de haver quem diga que a receita original nasceu no Faial.

O equilíbrio entre os sabores doces, salgados e azedos fica perfeito.

E as especiarias conferem-lhe um paladar requintado e muito especial...

 

No campo comem esta sopa sobre fatias de pão de trigo.

 

 

Ingredientes:


Para 6 pessoas

 

  • 500 g de feijão canário (amarelo) ;

    sopa-azeda.JPG

     

  • 1 cebola ;
  • 2 dentes de alho ;
  • 1 colher de sopa de azeite (ou de banha) ;
  • 1 talhada de abóbora ;
  • 3 batatas-doces (médias) ;
  • 2 batatas da terra (comuns) ;
  • 1 colher de sopa de vinagre ;
  • 1 colher de sopa de açúcar ;
  • 1 colher de chá de canela ;
  • sal

 

 

 

Confecção:

 

Demolha-se o feijão e coze-se em água com a cebola, os dentes de alho e o azeite (ou a banha).

Reduz-se a puré. Juntam-se a abóbora, as batatas aos quadradinhos e tempera-se com o vinagre, o açúcar e a canela. Deixa-se cozer e rectifica-se o sal.

 

 

 

 

fonte:http://www.portugal.gastronomias.com

 

 

 

 

 

 

www.123pecas-auto.pt 3002 PopAds.net - The Best Popunder Adnetwork

No tempo da palmatória

A palmatória

 

 

palmatória.JPG

 

Era um artefacto geralmente de madeira formado por um círculo e uma haste.

 

Foi muito utilizada no passado nas escolas pelos professores a fim de castigar alunos, golpeando-a na palma da mão do aluno castigado.

 

Algumas palmatórias podem conter furos no círculo, a fim de aumentar a sensação dolorosa.

Os furos servem para vencer a resistência do ar e aumentar a velocidade do golpe, aumentando assim a dor e vestígio deixado na pele por cada golpe.

 

 

 

 

Atualmente, seu uso é considerado crime.

 

Acreditou-se que a violência física auxiliava no processo educativo da criança.

A palmatória foi o principal instrumento para aplicar castigos nos alunos desordeiros ou traquinas.

 

 

www.123pecas-auto.pt 3002 PopAds.net - The Best Popunder Adnetwork

Portugal teve cinco capitais na sua História

Guimarães, Coimbra, Lisboa, Rio de Janeiro e Angra do Heroísmo

 

 

 

Capital.jpg

 

Estas foram as cinco capitais que Portugal já teve ao longo dos seus quase 900 anos de história.

Comecemos pelo início, Guimarães, primeira capital do Condado Portucalense e do país é uma das mais importantes memórias vivas, da afirmação e independência de Portugal.

O papel da cidade desempenhado na formação da nacionalidade portuguesa confere-lhe uma singularidade, muito marcada no contexto turístico nacional, um estatuto simbólico que mantém desde há séculos.

 

 

 

Com D. Afonso Henriques a capital passa a ser Coimbra, a decisão foi estratégica pois esta mudança da capital para os campos do Mondego revelou-se vital para viabilizar a independência do novo país, a todos os níveis: económico, político e social.

Coimbra foi capital até 1255. Depois de Coimbra foi a vez de Lisboa, no entanto durante as invasões francesas a família real estabeleceu-se no Brasil, fazendo com que o Rio de Janeiro fosse a nova capital do Reino de Portugal.

Nesta altura registou-se o que alguns historiadores denominam de “inversão metropolitana”, ou seja, da antiga colónia passou a ser exercida a governação do império ultramarino português.

No século XIX, Angra do Heroísmo constitui-se no centro e alma do movimento liberal em Portugal. Tendo abraçado a causa constitucional, aqui se estabeleceu em 1828 a Junta Provisória, em nome de Maria II de Portugal.

Portanto foi natural que em 1830 fosse nomeada capital do reino.

 

 

 

Fonte: ruralea.com

 

 

www.123pecas-auto.pt 3002 PopAds.net - The Best Popunder Adnetwork

Lenda da Porta da Traição

Numa noite sem luar, cercava o exército de D. Afonso Henriques a fortaleza de Óbidos onde os mouros resistiam já há cerca de dois meses.

D. Afonso Henriques e Gonçalo Mendes da Maia, o Lidador, tinham decidido que o ataque seria realizado na madrugada do dia seguinte antes de se retirarem para as suas tendas.

Dormia já o Lidador quando foi acordado por uma voz de mulher que lhe pedia para ser conduzida à tenda do rei de Portugal, pois tinha algo de importante a comunicar-lhe.

A jovem vivia no castelo dos mouros mas não sabia se era moura porque nunca tinha conhecido os seus pais.

Temendo uma cilada dos mouros, foi com alguma relutância que o Lidador a conduziu à presença do rei, perante o qual a jovem revelou o sonho que se repetia há três noites.

 

 

5 - Porta Traição.JPG

 

Neste sonho, aparecia-lhe um homem novo de barbas castanhas e olhar doce que a incumbiu de transmitir uma mensagem para o rei de Portugal: o rei deveria reunir os soldados e liderá-los num ataque surpresa na parte fronteiriça do castelo, enquanto que o Lidador se deveria dirigir com dez homens às traseiras onde a jovem donzela abriria uma porta para os deixar passar.

O homem de olhar doce prometia Óbidos aos cristãos e a salvação à jovem donzela.

Apesar da hesitação do Lidador, D. Afonso Henriques já não se atrevia a duvidar dos desígnios divinos após o Milagre de Ourique. Na manhã seguinte, Óbidos foi conquistada conforme o sonho da misteriosa jovem que nunca mais foi vista.

 

 

A porta que franqueou a entrada dos cristãos ficou para sempre conhecida como a Porta da Traição.

 

fonte:http://lendasdeportugal.no.sapo.pt/

www.123pecas-auto.pt 3002 PopAds.net - The Best Popunder Adnetwork

Jogo do pião

Conhece-se a existência do pião desde o ano 4000 a.C. tendo sido descobertos na margem do rio Eufrates vestígios desse objecto, feito em argila.

 

O JOGO DO PIÃO

 

 

Material: Um pião e um cordel para cada jogador, podem ser vários os jogadores.

 

 

03piao101.jpg

 

Como se joga:

 Antes de atirar o pião, deve-se enrolar bem o cordel à sua volta, sem folgas. O cordel é segurado com a mão pela extremidade solta.

Quando se desenrola, com o impulso da mão, puxando a baraça para trás, fá-lo girar.

Quando o pião é lançado com grande intensidade diz-se que a jogada é de “escacha”.

Para jogar à roda, ou raia grande, marca-se no chão um círculo de jogo que poderá ter cerca de um metro e meio.

Os jogadores devem projectar o seu pião em direcção ao círculo.

 

 

 

 

Representado na infância das crianças de  quase todos os países do mundo, foi um dos jogos mais populares Até final da década de 70.

 

 

 

 

 

www.123pecas-auto.pt 3002 PopAds.net - The Best Popunder Adnetwork

A MULHER - A FAMÍLIA " no fascismo "

A mulher na família no fascismo - Total ausência de direitos

 

A situação da mulher na sociedade portuguesa, caracterizada pela ausência total de direitos

 

A família é dominada pela figura do chefe, que detém o poder marital e paternal.

 

o chefe de família é o administrador dos bens comuns do casal, dos bens próprios da mulher e bens dos filhos menores.

 

 

 

2015-04-abr-.....-VIOLENCIA-_-contra-mulher-arte-1

 

 

 

– O único modelo de família aceite era o resultante do contrato de casamento.

– A idade do casamento era 16 anos para o homem e 14 anos para a mulher;

– A mulher, face ao Código Civil, podia ser repudiada pelo marido no caso de não ser virgem na altura do casamento.

– O casamento católico era indissolúvel (os casais não se podiam divorciar).

– O Código Civil determinava que “pertence à mulher durante a vida em comum, o governo doméstico”.

– Distinção entre filhos legítimos e ilegítimos (nascidos dentro e fora do casamento): os direitos de uns e outros eram diferentes.

– Mães solteiras não tinham qualquer protecção legal.

– A mulher tinha legalmente o domicílio do marido e era obrigada a residir com ele.

– O marido tinha o direito de abrir a correspondência da mulher.

– O Código Penal permitia ao marido matar a mulher em flagrante adultério (e a filha em flagrante corrupção), sofrendo apenas um desterro de seis meses;

– Até 1969, a mulher não podia viajar para o estrangeiro sem autorização do marido.

 

Saúde Sexual e Reprodutiva

 

– Os médicos da Previdência não estavam autorizados a receitar contraceptivos orais, a não ser a título terapêutico.

– A publicidade dos contraceptivos era proibida.

– O aborto era punido em qualquer circunstância, com pena de prisão de 2 a 8 anos. Estimavam-se os abortos clandestinos em 100 mil/ano, sendo a terceira causa de morte materna.

– Cerca de 43% dos partos ocorriam em casa, 17% dos quais sem assistência médica; muitos distritos não tinham maternidade.

– A mulher não tinha o direito de tomar contraceptivos contra a vontade do marido, pois este podia invocar o facto para fundamentar o pedido de divórcio ou separação judicial.

 

Direitos cívicos e políticos

 

– Até final da década de 60, as mulheres só podiam votar quando fossem chefes de família e possuíssem curso médio ou superior.

– As mulheres apenas podiam votar para as Juntas de Freguesia no caso de serem chefes de família (se fossem viúvas, por exemplo), tendo de apresentar atestado de idoneidade moral.

 

 

Em 1932, em todos os manuais de leitura estava incluída a seguinte frase: “Na família, o chefe é o pai; na escola, o chefe é o mestre; na igreja, o chefe é o padre; na Nação, o chefe é o governo.”

 

Em 1936, o Ministério da Educação proibiu as professoras de usar maquilhagem e indumentária que não se adequasse à “majestade do ministério exercido”; as professoras só podiam casar com a autorização do Ministro, concedida apenas desde que o noivo demonstrasse ter “bom comportamento moral e civil” e meios de subsistência adequados ao vencimento de uma professora.

 

 

Em muitas localidades, quando uma mulher morria os sinos dobravam menos vezes do que quando era um homem.

 

 

 

fonte do post: http://www.lusopt.com/

www.123pecas-auto.pt 3002 PopAds.net - The Best Popunder Adnetwork

A primeira médica portuguêsa

Elisa Augusta da Conceição Andrade

 

 

rita morais sarmento.JPG

 

 

Natural de Lisboa, foi a primeira mulher portuguesa que frequentou, em regime de voluntariado, uma instituição de ensino superior em Portugal.

 

 

Assim, a 12 de Outubro de 1880, com 25 anos, matriculou-se na Escola Politécnica de Lisboa (mais tarde, Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa)

e o livro de «Matrículas e Exames» do Arquivo da Escola confirma a sua estadia até 1884.

 


(…)
Mas terá Elisa Andrade prosseguido os seus estudos?

Algumas fontes indicam que sim e que terminou Medicina em 1889.

 

Se assim foi, deve ser considerada a primeira médica portuguesa.

 

 

 

 

fonte deste post: http://mulheresimportantesdonossotempo.blogspot.pt/

www.123pecas-auto.pt 3002 PopAds.net - The Best Popunder Adnetwork

Arvores lendárias de Portugal

De acordo com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, Portugal tem classificados 470 exemplares individuais como árvores monumentais e 82 conjuntos de árvores. 

E alguns desses verdadeiros colossos são:


O carvalho mais antigo da Península Ibérica, que está plantado na Póvoa do Lanhoso e tem 700 anos


carvalho mais antigo.jpg

 

 

 A mais antiga oliveira, situada em Santa Iria de Azoia, com 2850 anos


 

oliveira mais antiga.jpg

 

 

O Castanheiro com 500 anos que vive em Vila Pouca de Aguiar


 

castanheiro 500 anos.jpg

 

 

 Um  eucalipto da Mata Nacional de Vale de Canas, em Coimbra, com 72 metros e que é a árvore mais alta da Europa


 

eucalipto maior.jpg

 

 

 Um outro eucalipto com 11 metros de largura, localizado no concelho de Sátão


 

euclipto largura enorme.jpg

 

 

 Não nos podemos esquecer que as árvores monumentais são testemunhas vivas de acontecimentos histórico-culturais, constituem uma memória de hábitos, costumes, lendas e tradições, valorizam a paisagem e o património edificado e representam um elemento diferenciador e identitário de todo um povo e de uma região que importa preservar.


SAIBA MAIS AQUI

 

 

post copiado do site: http://pieces-of-moments.webnode.pt/

 

www.123pecas-auto.pt 3002 PopAds.net - The Best Popunder Adnetwork

Livraria mais antiga do mundo é portuguesa

A Livraria Bertrand do Chiado, em Lisboa, está de portas abertas desde 1732 e é o estabelecimento livreiro mais antigo em todo o Mundo.

 

bertrand-chiado.jpg

 

 

Ao longo dos anos, a livraria Bertrand tem sido retiro de escritores e refúgio de revolucionários.

As histórias são muitas, nomeadamente as que envolvem conspiradores republicanos.

José Fontana (que se suicidou no interior da loja), Antero de Quental e Aquilino Ribeiro são alguns dos "fantasmas" cujas sombras permanecem vivas no interior da Bertrand.

 

A Livraria Bertrand do Chiado foi reconhecida pelo Guinness como a livraria mais antiga do mundo ainda em actividade.

 

O atestado, certificado pelo Guinness Book of Records, está exposto no interior da loja.

 

 

A primeira Bertrand, fundada por Pedro Faure em 1732, abriu portas na Rua Direita do Loreto, em Lisboa.

Mais tarde, em 1755, quando já era o genro de Faure, Pierre Bertrand que dirigia a livraria foi instalar-se junto da Capela de Nossa Senhora das Necessidades por causa do Grande Terramoto.

 

 

Dezoito anos depois, em 1773, a Bertrand voltou a abrir as portas na já reconstruída baixa pombalina.

 

No texto de José António Saraiva, “Bertrand – a história de uma editora” é-nos dito pelo historiador que a Bertrand teve 11 nomes e conheceu quatro moradas.

 

 

 

www.123pecas-auto.pt 3002 PopAds.net - The Best Popunder Adnetwork

O Aqueduto da Água de Prata

O Aqueduto da Água de Prata, conhecido também por Aqueduto da Água da Prata ou Aqueduto da Prata é uma complexa obra de engenharia hidráulica renascentista com o objectivo de abastecer a cidade de Évora com água.

 

 

fb6df9a9-6902-4261-acf6-7808b4438a63.jpg

 

 Começou a ser construído em 1531, tendo sido inaugurado a 28 de Março de 1537, tem uma extensão que percorre cerca de 18 Km desde a Graça do Divor até ao seu destino final, a cidade de Évora.

 

agua-livres-1-lisboa.jpg

 

 

 

Foi mandado edificar por ordem do rei D. João III e foi projectado e construído pelo arquitecto régio Francisco de Arruda.

Segundo medições realizadas no início séc. XVII (1606), o antigo canal adutor quinhentista media 16.646 varas, que são 8.323 braças, o equivalente a 18.310,60 metros

 

802179911_1654d6c1a4_z.jpg

 

Após uma espera de quatro décadas e duas vãs tentativas a obra foi finalmente concretizada em tempo reduzido.

 

Nos anos 30 do século XVI D. João III mobilizou importantes recursos técnicos, humanos e financeiros para dotar a cidade com o mais extenso e complexo projecto de engenharia hidráulica do seu tempo.

 

 

Rua_do_Cano_em_Évora_-_Aqueduto_da_Água_de_Prata

 

 

 

Para a construção do aqueduto também foi solicitado o contributo financeiro da nobreza de Évora com 691.640 rs., através de imposto das rendas da casa real para lançamento do "grandioso cano".

 

A descrição mais antiga que se conhece do aqueduto é do tempo do reinado de D. Filipe I de Portugal e consta no Regimento do Aqueduto da Água da Prata datado do ano de 1606:

“…a primeira água que entra no cano Real, é nas minas onde ele tem seu princípio, que está na herdade de Rui Lopes Lobo, além da igreja de nossa Senhora da Graça do Divor […] estas minas têm dois canos apartados em dois braços muito bem feitos […] tem três palmos de largura, e seis de alto

 

 

 

com suas paredes de pedra e cal, coberto por cima de grandes pedras bem lavradas […] e como a água há-se ir ao nível, vão os canos em terra alta por baixo dela, as vezes em 25 palmos, e em partes em 30 palmos […] estes canos […] a certos passos tem luminarias para dar claridade a quem os visitar por dentro, tirando-lhe as pedras que as cobrem …

 

 

 

Ao longo dos seus quase cinco séculos de existência o aqueduto sofreu alguns restauros, alterações, acrescentos e demolições.

 

www.123pecas-auto.pt 3002 PopAds.net - The Best Popunder Adnetwork

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

contador visitas

(ajude o nosso blogue)

[ Tradutor ]

Traduzir para Chinês Traduzir para Espanhol Traduzir para Italiano Traduzir para Françês Traduzir para Inglês Traduzir para Alemão Traduzir para Japonês Traduzir para Russo

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Comentários recentes

Calendário

Maio 2016

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

popAds

adsense